Análise do Blog – Este direito legal deveria ser uma ação anual dos CRCs do Brasil (Conselhos Regionais de Contabilidade), divulgando, orientando e motivando os empresários que têm lucro no exercício, a fazer todas as docações que a lei permite, para entidades caritativas e culturais de sua cidade ou Estado. Dinheiro nos caixas das entidades sérias que atuam em prol das comunidades, dos talentos e dos carentes-doentes, rende muito mais para todos do que nos cofres putrefatos pela corrupção doentia do sistema político que nos domina.

Doações no Natal reduzem Imposto de Renda em 2012

 

As tradicionais doações de Natal também podem ser abatidas no Imposto de Renda.

A principal condição é que o dinheiro vá para um projeto social voltado à criança e ao adolescente credenciado no Fumdac (Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente).

Editoria de Arte/Folhapress

Por esse incentivo, o contribuinte pessoa física pode destinar até 6% do que pagaria à Receita Federal na forma de Imposto de Renda para as doações. Mas isso só vale para quem faz a declaração pelo modelo completo.

Cada município tem o seu próprio Fumcad, que lista uma série de entidades e projetos para doação.

Em São Paulo, o Fumcad tem mais de 700 projetos que atendem cerca de 600 mil crianças e adolescentes. No ano passado, o fundo paulistano captou R$ 64 milhões -28% mais do que em 2010.

O doador pode escolher qual projeto específico pretende beneficiar. Também pode informar a natureza do programa (educação, saúde, violência etc.) ou deixar essa tarefa para os gestores do fundo. Um total de 10% dos valores doados fica no fundo para os projetos que não conseguiram captar recursos.

“A imensa maioria dos doadores prefere escolher um projeto em que acredita. Desde que abrimos essa possibilidade, a arrecadação passou de R$ 10 milhões por ano para R$ 64 milhões”, disse João Santo Carcan, vice-presidente do conselho do Fumcad-SP.

Entre os projetos que mais arrecadam estão os do Graacc (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer), que mantém o Instituto de Oncologia Pediátrica da Vila Mariana, e os de alfabetização tardia geridos pela Unibes (União Brasileiro Israelita do Bem-Estar Social).

Segundo a Receita Federal, o brasileiro só aproveita 1,5% do valor do IR devido para fazer doações. Além do Fumcad, o contribuinte pode abater as doações das leis de Incentivo ao Esporte, Rouanet e do Audiovisual. O máximo permitido é 6% do IR devido.

A data final para a doação ao Fumcad “usar” o IR devido do ano corrente costumava ser o último dia útil do ano. Por esse motivo, 90% das doações ocorrem em dezembro. Uma nova lei, porém, passou a permitir o abatimento em doações feitas até 30 de abril, quando termina o prazo para a declaração do IR.

 

Fonte: Folha de São Paulo